Epigramas Ernesto Cardenal



Epigramas Ernesto Cardenal

Te dou Cláudia, estes versos,
porque tu és a dona.
Os escrevi simples
para que tu os entendas.
São para ti somente,
mas se a ti não te interessam,
um dia se divulgarão,
talvez por toda Hispanoamerica…
E se ao amor que os ditou,
tu também o desprezas,
outras sonharão com este amor
que não foi para elas.
E talvez verás,Cláudia,
que estes poemas,
(escritos para conquistar-te)
despertam em outros casais
e namorados que os leiam
os beijos que em tinão despertou o poeta.

Ao perder-te eu a ti,tu e eu perdemos:
Eu, porque tu eras o que eu mais amava
e tu porque eu era o que te amava mais
mas de nós dois tu perdes mais que eu:
porque eu poderei amar a outras
como te amava a ti,mas a ti não te amarão
como te amava eu.

Moças que algum dia
leiam emocionadas estes versos
e sonheis com um poeta:
Sabei que eu os fiz
para uma como vóse que foi em vão.


(Tradução de Héctor Zanetti)
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

1 Response to "Epigramas Ernesto Cardenal"

  1. Moisés Wesley says:
    8 de maio de 2010 02:51

    Muito bacana este texto!!!
    "Ao perder-te eu a ti,tu e eu perdemos:
    Eu, porque tu eras o que eu mais amava
    e tu porque eu era o que te amava mais
    mas de nós dois tu perdes mais que eu:
    porque eu poderei amar a outras
    como te amava a ti,mas a ti não te amarão
    como te amava eu." Achei muito interessante essa parte, principalmente porq eu já tinha pensado nisso há algum tempo! ^^

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui!Pode dizer.. :)