Segunda chance





Segunda chance

   Daniel é uma pessoa de bem com a vida, não é uma pessoa que vive reclamando pelo contrário agradece muito pelo que tem. Os pais de Daniel, Ricardo e Sofia são ótimos pais eles são cuidadosos, carinhosos e muito prestativos. Daniel é grato aos seus pais por eles cuidarem dele, porque Daniel sabe muito bem que se não fosse por seus pais hoje ele seria mais um vagabundo, mendigo, drogado, ladrão jogado no mundo.
   Quando Daniel era ainda um bebê, ele foi deixando num orfanato por seus pais biológicos. A vida no orfanato nunca foi fácil nem para ele nem para as outras crianças que viviam lá. As crianças eram, literalmente, jogadas no orfanato, mas elas eram os mais belos órfãos que alguém poderia conhecer, eles tinham um brilho nos olhos, uma chama de esperança acesa dentro do peito, eles sempre esperavam serem adotados, e ter a chance de ter uma família, como os demais meninos. O que doía mais naquelas crianças não era o fato de não terem pais, ou de estarem jogados num orfanato, mas era saber que eles foram rejeitados por seus pais biológicos.
   Hoje Daniel faz o possível para ajudar as crianças que ele vê jogadas pelas ruas, quando ele assisti os noticiários da televisão que falam sobre os pais que matam seus filhos pequenos e recém nascidos, ele chora e ao mesmo tempo agradece por ele estar vivo hoje, pois Daniel teve a segunda chance dele, e sabe muito bem valorizá-la.

Sandra RaFáH ~'*
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

1 Response to "Segunda chance"

  1. AssiZ de Andrade says:
    15 de julho de 2011 20:45

    Bela reflexão...
    Temos que aprender a não ficar esperando a segunda chance e aproveitar a primeira sempre. Pois ter a possibilidade de tentar de novo é rara, golpe de sorte. Não podemos contar sempre com isso.

    Abraços!

    http://cafeeagua.blogspot.com
    http://redutonegativo.blogspot.com
    @rejane_marques

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui!Pode dizer.. :)