Confusão do coração




Um breve anseio
Guarda meu coração
E um pouco de medo
Aterroriza minha razão

Busco alternativas
Para ajudar minha razão
Que tenta pacientemente
Me salvar da desilusão

Com tantas incógnitas
Mergulhada na minha solidão
Procuro melhoras
Que me tire da contramão

Irremediável ser que sou
Estou em meio a uma confusão
Tentando deixar o que passou
Cair como pedras caem no chão

Num gemido silencioso
Que mais parece um furacão
Procuro conter-me num fervoroso
Grito de não!

Sandra RaFáH ~'*
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

1 Response to "Confusão do coração"

  1. Moisés Wesley says:
    26 de novembro de 2011 17:28

    É, a infindável buscas por respostas. Já dizia o filósofo:" Quando descobri a resposta, mudaram-se as perguntas". Estímulo que nos faz caminhas dia a dia!
    Adorei o poema!

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui!Pode dizer.. :)